Buscar
  • Rafaela Valente

7 dicas antivacilo para aplicar no mercado imobiliário - Conecta Imobi review

Atualizado: 1 de Out de 2019



Foto: Grupo ZAP - Conecta Imobi 2019



Montamos uma lista com os 7 pontos que consideramos de maior relevância nestes dois dias de evento:

1. Inovação através do essencial

Pensar em inovação é pensar no consumidor e no essencial para ele. Para exercitar um pouco, responda:

"como posso tornar a experiência do meu cliente a mais simples e prazerosa possível?"



2. Mude antes que seja preciso

As profissões não vão sumir, vão mudar.

"Robôs humanóides ameaçam apenas humanos robotizados."

Martha Gabriel

3. Conexões emocionais são mais profundas que conexões racionais

A magia começa com uma simples conexão emocional. Não poupe esforços para se colocar no lugar do outro, tenha boas histórias. E saiba que, o mais importante para o seu cliente é o que acontece no entorno daquilo que parece ser o principal.


"Você não constrói para você. Você sabe o que as pessoas querem e você o constrói para elas"

Walt Disney


4. Toda empresa será de tecnologia no futuro

As novas e boas ideias estão voltadas para boas experiências, novos serviços, soluções de problemas, novos produtos - todos com um objetivo em comum.

Facilitar a vida

Para exercitar:

Existe benefício no que você faz?



5. Defenda uma causa

Se você tem boas intenções, exponha elas. As pessoas querem se relacionar com marcas que pensam parecido com elas. Os impactos vão além do aspecto financeiro da companhia. Ao abraçar uma causa, há o ganho interno direto, com os funcionários e com os parceiros.


“Uma empresa precisa ter relação com a sociedade”



6. Extensão da sua casa será a cidade

Integrar arquitetura com o urbanismo caminha a favor de uma sinergia econômica. Em que o espaço em que você mora ou trabalha é mero coadjuvante e a cidade se torna a protagonista.


"Cada vez mais, a maior atração turística de uma cidade será a qualidade de vida de sua população"

Jaime Lerner


7. O poder colaborativo

O princípio do colaborativo parte do uso de algo por um período de tempo desejado e não a posse de um bem por um período indeterminado. Estas são praticas que incentivam a conveniência, redução de gastos, menor impacto ambiental e até mesmo, o benefício do usar algo que potencialmente, está além de sua capacidade de compra.



Texto: Rafaela Valente




110 visualizações
  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Facebook Icon
  • Grey LinkedIn Icon